Braskem: BNDES será um dos financiadores do Comperj

O presidente da Braskem, Carlos Fadigas, informou nesta quarta-feira, 18, que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) será um dos financiadores para a construção de polo petroquímico no Rio de Janeiro (Comperj).

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

18 de setembro de 2013 | 20h21

Segundo o executivo, os bancos privados também podem entrar no desenho do financiamento para o complexo sair do papel. Fadigas destacou que o desenho final ainda não está fechado.

Ainda segundo o presidente da Braskem, o BNDES, que é acionista da petroquímica, não deverá entrar como sócia do Comperj. Fadigas destacou que o banco de fomento, assim como a Petrobras, outra acionista da Braskem, estão comprometidas com o projeto.

Tudo o que sabemos sobre:
BraskemComperj

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.