Braskem investirá US$ 100 mi em unidade industrial de propeno verde

Fábrica tem operação programada para o segundo semestre de 2013

Agência Estado,

27 de outubro de 2010 | 19h53

A Braskem anunciou nesta quarta-feira, 27, a conclusão do projeto de construção de uma unidade de propeno verde. A fábrica tem operação programada para o segundo semestre de 2013, com expectativa de investimento de aproximadamente US$ 100 milhões e capacidade mínima de produção de 30 mil toneladas por ano, de acordo com comunicado encaminhado pela empresa. A Braskem não informa o local onde será construída a unidade.

O polipropileno verde terá como fonte de matéria-prima o etanol de cana de açúcar e, segundo a companhia, apresentará as mesmas propriedades técnicas, de processabilidade e desempenho apresentados pelo polipropileno - segundo plástico mais usado no mundo - produzido a partir de rotas tradicionais.

"O estudo preliminar de ecoeficiência se mostra bastante favorável por se beneficiar das vantagens ambientais do eteno verde", acrescenta a companhia. Conforme o estudo, realizado em parceria com a Fundação Espaço Eco, para cada tonelada de polipropileno verde produzida, 2,3 toneladas de CO2 são capturadas e fixadas.

A Braskem considera a construção da unidade como parte da estratégia de desenvolvimento de biopolímeros da empresa. A petroquímica anunciou a produção da primeira amostra de polipropileno verde a partir de matéria-prima 100% renovável em 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
Braskempropenofábricainvestimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.