Braskem vê preços de resina praticamente estáveis no 2º semestre

Empresa avalia que cenário de preços não deve sofrer alterações

Priscila Jordão, REUTERS

07 de agosto de 2014 | 12h18

A Braskem avalia que o cenário de preços de resina no segundo semestre deve ficar praticamente estável em relação à primeira metade do ano, não vendo movimentação relevante no valor do produto, informou o presidente-executivo da petroquímica, Carlos Fadigas, nesta quinta-feira.

Ele afirmou ainda que espera um crescimento nas vendas de resinas no Brasil este ano em linha com o comportamento do Produto Interno Bruto.

Tudo o que sabemos sobre:
PETROQUIMICABRASKEMRESINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.