Britânica BG diz não esperar crescimento na produção em 2013

A companhia de petróleo e gás britânica BG afirmou a investidores que não espera crescimento em sua produção em 2013, devido a atrasos em projetos e outros fatores, levando suas ações a despencarem, com desvalorização de cerca de um quinto do valor.

Reuters

31 Outubro 2012 | 16h16

Enquanto a BG se esforça para apresentar novos grandes projetos no Brasil e na Austrália, analistas questionam agora sua capacidade em cumprir metas de crescimento para além de 2013.

A BG insistiu que suas expectativas para produção além de 2013 estão mantidas.

"É desanimador hoje, mas quero salientar que nossa companhia conseguiu adicionar uma grande quantidade de recursos ao longo dos anos", avaliou o presidente-executivo, Frank Chapman, em teleconferência.

A BG divulgou nesta quarta-feira um aumento de 16 por cento no lucros do terceiro trimestre, de 1,189 bilhão de dólares com a produção, que aumentou 5 por cento. Os resultados foram ajudados por uma performance robusta no setor de gás natural liquefeito (GNL) e superaram a média das expectativas dos analistas, de 1,1 bilhão de dólares.

(Reportagem de Sarah Young e Andrew Callus)

Mais conteúdo sobre:
EMPRESAS BG ALERTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.