BTG Pactual corta recomendação e preço alvo de Usiminas após demissão de presidente

O BTG Pactual reduziu sua recomendação e preço-alvo para as ações preferenciais da Usiminas <USIM5.SA>, depois que o Conselho de Administração da maior produtora de aços planos do Brasil demitiu o presidente-executivo e mais dois altos executivos na sexta-feira.

REUTERS

29 de setembro de 2014 | 09h41

A recomendação do BTG Pactual para as ações da siderúrgica passou a "neutra" e o preço-alvo foi cortado em cerca de 24 por cento, de 10,50 para 8 reais.

"A recente demissão de três importantes executivos da Usiminas, incluindo o presidente-executivo (Julián Eguren), nos surpreendeu e adicionou incerteza significativa sobre a situação", escreveram analistas do BTG Pactual em relatório.

"Os resultados de terceiro trimestre parecem fracos", acrescentaram, estimando queda de 18 por cento no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) na comparação trimestral.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAUSIMINASDOWNGRADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.