Burger King anuncia que seu CEO vai chefiar a Heinz

A rede de lanchonetes Burger King anunciou que seu executivo-chefe, Bernardo Hees, vai se tornar CEO da fabricante de catchup Heinz quando for concluída a compra da companhia. O fundo de private equity 3G Capital, que controla o Burger King e é gerido pelos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles, fez uma oferta de US$ 23 bilhões pela Heinz em fevereiro, em uma parceira com a Berkshire Hathaway, do investidor Warren Buffett.

Agencia Estado

11 de abril de 2013 | 19h49

Após deixar o Burger King, Hees será substituído por Daniel Schwartz, que atualmente é diretor financeiro da companhia, a partir de 1º de julho. O executivo disse que vai manter a estratégia de expandir o cardápio e realizar promoções, apesar de as vendas do Burger King terem recuado 1,5% no primeiro trimestre do ano. "Nós ainda temos um longo trajeto a percorrer, mas estamos no caminho certo", comentou Schwartz.

O conselho do Burger King também aprovou nesta quinta-feira um aumento de 20% no seu dividendo, para US$ 0,06 por ação, e autorizou a recompra de até US$ 200 milhões em ações. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
HeinzBurger KingCEO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.