Cacau: greve pode prejudicar produto parado em portos da Nigéria

Ibadan, Nigéria, 22 - Exportadores nigerianos alertaram nesta sexta-feira que o cacau parado nos portos do país em virtude de uma greve nacional pode ter a qualidade prejudicada se não for embarcado logo. "O cacau entregue nos portos para exportação antes de a greve começar corre o risco de estragar. Estamos na temporada de chuvas e a umidade elevada por prejudicar o produto", afirmou um exportador. "O cacau pode ficar inadequado para a exportação se continuar no porto além do tempo necessário. Isso resultará em grandes perdas financeiras."A greve que paralisou as exportações da commodity ocorre em protesto ao aumento do preço da gasolina na Nigéria e à venda de duas refinarias estatais para investidores privados. As informações são da Dow Jones.

Deise Vieira

15 de julho de 2007 | 12h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.