Cade adia análise de operação entre Total e Petrobras

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) retirou de pauta desta quarta-feira, 23, o julgamento da operação firmada entre a Total e a Petrobras, na qual a petroleira francesa adquiriu 50% dos direitos da companhia brasileira em um contrato de concessão de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural em seis blocos exploratórios na bacia de Pelotas. Segundo as duas empresas, os direitos transacionados no negócio consistem em ativos não operacionais. O órgão de defesa da concorrência decidiu fazer novas diligências sobre a operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.