Cade aprova aumento de capital da Biomm

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições operação de investimento e aumento de capital da Biomm com a IBR - sociedade controlada pelo fundo TMG II PE Fund -, BNDES Participações (BNDESPar), BDMGTEC e com os atuais controladores. O negócio tem o objetivo de possibilitar que Biomm invista na construção de unidade biofarmacêutica para produção e comercialização de insulina no município de Nova Lima (MG).

LUCI RIBEIRO, Agencia Estado

28 de outubro de 2013 | 10h38

Segundo a empresa, o aumento de capital será realizado mediante colocação privada de ações, com a emissão de 11,535 milhões a 17,346 milhões de papéis ordinários, pelo valor total de, no mínimo, R$ 133,000 milhões e, no máximo, R$ 199,999 milhões. A aprovação da operação está em despacho assinado pela Superintendência-Geral do Cade, publicado na edição desta segunda-feira, 28, do Diário Oficial da União (DOU).

Tudo o que sabemos sobre:
BiommCadeaumento de capital

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.