Cade aprova compra do Novafarma pela Fresenius Kabi

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a aquisição de 100% das cotas do laboratório goiano Novafarma, especializado em medicamentos genéricos injetáveis, pela Fresenius Kabi Brasil, do grupo alemão Fresenius. A decisão consta de despacho da Superintendência-Geral do órgão publicado no Diário Oficial da União (DOU).

LUCI RIBEIRO, Agencia Estado

26 de maio de 2014 | 09h26

Segundo documento do Cade sobre a operação, "o portfólio da Fresenius Kabi e da Novafarma é complementar, e não se sobrepõe". A Fresenius Kabi atua nos segmentos de terapia de infusão - oferecendo anestésicos, antibióticos, soluções parentais de grande volume - e de nutrição clínica para tratamento de pacientes críticos e crônicos, tanto internados em hospitais quanto aqueles que recebem cuidados hospitalares fora dos hospitais.

Tudo o que sabemos sobre:
NovafarmaFresenius KabiCade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.