Divulgação/ABC da Construção
Divulgação/ABC da Construção

Cade aprova investimento de R$ 123 milhões da Dexco na ABC da Construção

O valor é parte dos R$ 2,5 bilhões que a empresa de materiais de construção irá investir até 2024; R$ 20 milhões vieram do próprio CEO da varejista

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2021 | 16h58

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou nesta quinta-feira, 30, o investimento de R$ 123 milhões da Dexco — antiga Duratex — na ABC da Construção, varejista do ramo de materiais de construção. 

O investimento de R$ 103 milhões da Dexco é parte de um plano de expansão que terá três anos de duração e um gasto estimado de R$ 2,5 bilhões. Os outros R$ 20 milhões que compõem o investimento vieram do CEO da varejista, Tiago Mendonça.

A ABC da Construção vende produtos de acabamento para construções. Com o uso de uma plataforma digital própria, a empresa é responsável pelo estoque de produtos, logística e capital de giro. Em 2021, a companhia atingiu a marca de 200 lojas. O plano é atingir mil unidades e faturamento de R$ 5 bilhões até 2024.

A Dexco atua em diversas áreas ligadas à construção de residências e escritórios. O grupo detém a marcas de pisos, revestimentos cerâmicos, válvulas de água e revestimentos para paredes. Algumas de suas marcas são Durafloor, Deca e Hydra. A mudança de nome de Duratex para Dexco ocorreu em julho deste ano.

Com o investimento aprovado nesta quinta-feira, a Dexco passa a deter uma participação de cerca de 10% da ABC da Construção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.