Cade aprova operação entre Vale, Cemig e Suzano

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, negócio entre Cemig, Vale e Suzano Papel e Celulose. A operação consiste na aquisição por parte da Cemig Capim Branco Energia S/A e Vale S/A da parcela que o Grupo Suzano tinha no Consórcio Capim Branco Energia, criado para administrar usinas hidrelétricas no Triângulo Mineiro.

LUCI RIBEIRO, Agencia Estado

18 de abril de 2013 | 09h24

Com a compra das fatias correspondentes à Suzano, a Cemig passa a deter 26,5% de participação no Consórcio e a Vale, 60,9%. O negócio não altera o porcentual de 12,6% da Votorantim Metais Zinco S/A, que também integra o Consórcio. O despacho com a aprovação do negócio, que já havia sido anunciado recentemente pelas empresas envolvidas, está publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 18.

Tudo o que sabemos sobre:
ValeCemigSuzanoCade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.