Cade aprova venda de fatia em projetos de energia do Santander a fundos canadenses

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a venda de fatia em projetos de energia detidos pelo banco espanhol Santander em diversos países, inclusive no Brasil, para os fundos de pensão canadenses Public Sector Pension Investment Board (PSP) e Ontario Teachers' Pension Plan Board (OTPP).

REUTERS

26 de novembro de 2014 | 08h25

O aval foi publicado em despacho da autarquia no Diário Oficial desta quarta-feira.

Em documento apresentado ao Cade, as companhias informaram que a operação envolverá a constituição de um veículo de aquisição detido em iguais partes pelas três empresas.

Esse veículo investirá em projetos já existentes de propriedade do Santander, parcialmente ou em sua totalidade, nos segmentos de geração de energia a partir de fontes renováveis e infraestrutura hídrica.

No Brasil, a operação contempla o investimento em nove empresas de energia eólica, incluindo BW Guirapa I, MS Geração de Energia e Participações, REB Empreendimentos e Administradora de Bens, Santos Energia Participações e cinco sociedades da Gestamp Eólica.

Segundo o documento, a empresa que funcionará como o veículo de aquisição também poderá investir em novos projetos na mesma área de atuação mediante aprovação dos acionistas.

(Por Marcela Ayres)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIASANTANDERFUNDOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.