Cade: julgamento da venda da Seara está no prazo

O presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Vinícius Marques de Carvalho, afirmou, na noite desta quinta-feira, 5, que o prazo para conclusão do julgamento da venda da Seara, que pertence à Marfrig, para o grupo JBS "é o prazo legal" que, segundo ele, ainda está valendo.

GUILHERME WALTENBERG, Agencia Estado

05 de setembro de 2013 | 20h52

"O que a gente pode dizer é que o prazo legal é de 240 dias e que a Superintendência Geral está analisando o caso. A gente não costuma dar uma data (do fim do julgamento)", disse Carvalho, ao informar que se passaram cerca de 50 dias desde que o caso chegou ao órgão.

Segundo ele, o Cade não informa as datas em que irá soltar pareceres devido às possíveis consequências do anúncio no mercado. "Isso gera precificação de ações, gera um monte de coisas."

Indagado sobre a perspectiva dos executivos envolvidos no negócio, de que o resultado saia ainda neste mês, Carvalho disse que essa expectativa não influencia a avaliação do órgão. "O executivo tem que ser sempre uma pessoa para frente, otimista. Se eles têm essa expectativa...", disse, sem concluir a frase.

No mês passado, o presidente da Seara Foods, Sergio Rial, afirmou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, esperar que o parecer do Cade saísse em setembro, para que a negociação fosse concluída ainda neste terceiro trimestre.

Tudo o que sabemos sobre:
CadeSearaJBS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.