Cade não foi informado sobre proposta do Pão de Açúcar

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) informou hoje, por meio de sua assessoria de imprensa, que não teve conhecimento formal da proposta de negócio entre o Pão de Açúcar e o Carrefour. "Exatamente por isso é difícil fazer qualquer tipo de análise concorrencial nesse momento. A análise antitruste é muito técnica e é preciso avaliar os mercados", justificou a autarquia, por meio de e-mail. A possibilidade da fusão, especulada há alguns meses pela imprensa, foi confirmada hoje, mas precisará passar pelo crivo do conselho administrativo das duas companhias, o que deve ocorrer em até 60 dias.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

28 de junho de 2011 | 12h47

O Cade também disse não ser possível identificar o impacto dessa nova hipótese de fusão entre o Carrefour e o Pão de Açúcar tendo em vista a apreciação de dois casos envolvendo a rede de supermercados brasileira pelo Conselho. Estão em processo de instrução pelo Cade os negócios entre Pão de Açúcar e Casas Bahia e com o Ponto Frio.

"O SBDC (Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência) tem mostrado ao longo desses anos muita competência e técnica para analisar casos de varejo. No caso em questão, as peculiaridades e características serão estudadas e avaliadas no seu devido momento", informou o Cade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.