Cade terá mais casos de conduta anticompetitiva na pauta

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) espera que processos sobre condutas anticompetitivas sejam mais frequentes em sua pauta a partir de agosto e setembro, disse nesta quarta-feira o novo presidente do órgão antitruste, Vinícius de Carvalho.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h31

Segundo ele, após a entrada em vigor da nova lei de concorrência, a prioridade do Cade foi limpar da pauta os casos sumários da legislação antiga, já que os novos serão tratados pela recém-criada Superintendência Geral do Cade.

"Atualmente já temos quatro casos da nova lei em análise na Superintendência", disse Carvalho a jornalistas após cerimônia de sua posse.

Desse modo, o plenário do Cade fica mais liberado para se dedicar a fusões e aquisições mais complexas e a casos de conduta anticompetitiva, como a formação de cartéis.

"Estamos fazendo um levantamento dos processos de conduta anticompetitiva que já estão nos gabinetes dos conselheiros."

(Por Leonardo Goy)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASCADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.