Café: produtor de SP vence concurso de qualidade da BSCA

São Paulo, 18 - A Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) divulgou hoje os quatro lotes de grãos especiais que receberam as maiores notas dos jurados (acima de 90, de um máximo de 100), no 6º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil, encerrado nesta segunda-feira. O primeiro lugar ficou com o produtor Joaquim José de Carvalho Dias, da Fazenda Recreio, em São Sebastião da Grama, na divisa de São Paulo com o sul de Minas. Carvalho Dias, de 86 anos, dos quais 59 dedicados ao cultivo de café, vai oferecer no leilão internacional pela internet, no dia 18 de novembro, 45 sacas de 60 kg dos melhores grãos especiais produzidos no Brasil. No concurso do ano passado, Carvalho Dias obteve o quarto lugar, além de uma justa homenagem de lideranças do setor pela excelência na produção. Carvalho Dias disse que se surpreendeu com a primeira colocação. "A gente sabia que tinha um bom café, mas o primeiro lugar ninguém nunca espera", afirmou o produtor, que é agrônomo formado pela Universidade Federal de Viçosa (UFV-MG). No ano passado, a empresa Maruyama do Japão pagou US$ 1.342,60 pela sacas de 60 kg do café campeão do concurso daquele ano. Na ocasião, o cafeicultor vencedor, Carlos Sérgio Sanglard, de Araponga, Matas de Minas, embolsou cerca de 52 mil dólares com a venda do lote de 39 sacas. Perguntado se espera valor mais alto, Carvalho Dias observou que "a decisão está nas mãos de Deus, mas quanto mais melhor". O produtor cultiva café principalmente da variedade bourbon amarelo, numa área de 267 hectares (400 mil pés em produção). A área da Fazenda Recreio é de 605 hectares. A região é de montanhas, com altitude ideal para produção de café de qualidade, entre 1.050 e 1.250 metros. Sem poder mecanizar a lavoura, o produtor estima que empregou cerca de 150 trabalhadores para executar a atividade de colheita. Na safra deste ano, a Fazenda Recreio produziu 3.500 sacas. No ano passado, a produção foi de cerca de 5 mil sacas. "A chuva fora de época atrapalhou a safra deste ano", informou. Ele espera que no ano que vem a produção volte ao nível de 5 mil sacas, já que a florada do cafezal foi boa. Carvalho Dias ressaltou que a Fazenda Recreio teve este ano a 111ª colheita de café. "Minha avó fez a primeira colheita em 1893", recordou. Ele passou a tocar a fazenda a partir de 1945. Carvalho Dias espera que a família mantenha a tradição, "com outras cem colheitas". Especialistas não vão faltar, já que os netos estão em fase de conclusão do curso de Agronomia. O segundo colocado no concurso da BSCA, divulgado hoje, é o produtor Pedro Augusto Ferraz Junqueira, da Fazenda São Marcos, de Sarutaiá, no sudoeste paulista, com lote de 50 sacas. O terceiro colocado é o produtor Cícero Viegas Cavalcanti de Albuquerque, da Fazenda Esperança, de Carmo de Minas, no sul de Minas. O quarto colocado é o produtor Aluízio Pereira de Castro, da Fazenda Santo Antonio, de Olímpio Noronha, também no sul de Minas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.