Café: Rodrigues confirma interesse de venda do produto das opções

Piracicaba, 16 - O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, disse hoje em Piracicaba (SP) que o governo deve vender as 430 mil sacas de 60 kg de café vinculadas às opções de venda lançadas no ano passado. Na ocasião, os produtores exerceram a opção de venda ao governo num volume total de 1,930 milhão de sacas. Cerca de 1,5 milhão de sacas já foram negociadas, restando as 430 mil sacas que o governo deve colocar no mercado até o fim do ano. Segundo o ministro, "os preços atuais são favoráveis e a intenção é vender o café até o fim do ano", informou. O governo sugere que a saca pode ser negociada a R$ 300. Na BM&F de São Paulo o contrato para dezembro está cotado no momento a US$ 100,20 (cerca de R$ 278,97 a saca, pelo câmbio atual), indicando que o valor proposto pelo governo não está fora de cogitação. Rodrigues acrescentou que a escassez mundial de café, prevista para o ano que vem, permitirá recuperar os preços internacionais do produto. "Com isso, os produtores voltarão a se capitalizar, aumentando a possibilidade de investir em tratos culturais para produzir volume suficiente de café para atender a demanda", informou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.