Cafeicultores querem nova prorrogação de dívidas com governo

Belo Horizonte, 15 - Representantes do setor da cafeicultura terão uma reunião ainda hoje com o secretário de Produção e Comercialização do Ministério da Agricultura, Linneu da Costa Lima, em Brasília, para pedir um novo prazo de espera para o pagamento de dívidas que começam a vencer a partir do próximo mês. O presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Oswaldo Henrique Paiva Ribeiro, estima que este montante atingiria entre R$ 100 milhões e R$ 150 milhões, referente ao custeio da safra 2003/2004, além de outra parcela de dívidas de R$ 40 milhões com vencimento previsto para fevereiro e março de 2005. De acordo com ele o pedido será feito porque os produtores vêm encontrando dificuldades para honrar os compromissos, em virtude dos baixos preços do café nos últimos anos. "Precisamos discutir uma política que traga renda para o setor", disse. As lideranças da cafeicultura já chegaram também a discutir, na última reunião do Conselho Deliberativo de Política Cafeeira (CDPC), a necessidade de realização de um novo leilão de contratos de opção de café. A intenção é de que sejam comercializados contratos para pelo menos 3 milhões de sacas. Segundo Ribeiro, a idéia é de que os leilões sejam realizados até novembro, para que o exercício possa ser feito entre os meses de fevereiro e março de 2005. O presidente do CNC acredita que os preços do produto devem continuar em recuperação. Entretanto, de acordo com ele, existe a preocupação de que os produtores comecem a vender os estoques para honrar os compromissos. "Se o mercado seguir os fundamentos, os preços deverão subir mais. Mas precisamos evitar que o café caia nesse ciclo vicioso em que os produtores comecem a vender o produto a preços muito baixos", explicou. Participarão da reunião com o secretário Costa Lima o presidente da Comissão Técnica de Cafeicultura da Federação da Agricultura de Minas Gerais (Faemg), Breno Pereira de Mesquita, e o secretário de Estado da Agricultura de Minas Gerais, Silas Brasileiro.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2004 | 11h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.