Cai intenção de compra no varejo de SP para o 1º trimestre, diz Provar

Índice de consumidores que pretendem adquirir bens duráveis ou semiduráveis entre janeiro e março recuou 5,4 pontos porcentuais na comparação com o mesmo período de 2010

Rodrigo Petry, da Agência Estado,

18 de janeiro de 2011 | 10h24

O índice de consumidores que pretendem adquirir bens duráveis ou semiduráveis entre janeiro e março recuou 5,4 pontos porcentuais na comparação com o mesmo período de 2010, segundo pesquisa de intenção de compra no varejo divulgada hoje pelo Programa de Administração do Varejo (Provar), da Fundação Instituto de Administração (FIA), e Felisoni Associados. Entre os 500 entrevistados, 71,8% informaram que devem ir às compras neste primeiro trimestre, ante 77,2% do mesmo intervalo do ano passado. Na comparação com o quarto trimestre do ano passado houve queda 4,4 pontos porcentuais.

Segundo comunicado do Provar, a redução das intenções de compra do primeiro trimestre em relação ao quarto trimestre do ano passado já era esperada, porém a queda na comparação com os três primeiros meses de 2010 "dá indícios de que os efeitos da política de contenção de demanda agregada já se fazem sentir." O levantamento ocorreu entre 3 e 13 de janeiro deste ano.

As categorias que apresentaram as maiores retrações na intenção de compra no primeiro trimestre em comparação ao mesmo período de 2010 foram cama, mesa e banho (-38,9%), cine e foto (-31,4%), informática (-25,7%), móveis (-20%), telefonia celular (-18,3%), linha branca (-6%) e materiais de construção (-3,8%). As categorias que apresentaram aumento nas intenções de compra em relação ao primeiro trimestre do ano passado são: eletroeletrônicos (+34,8%), eletroportáteis (+15,8%) e automóveis (+5,3%).

O levantamento também consultou a intenção dos consumidores em ir às compras na internet em janeiro, em parceria com a empresa de monitoramento de comércio eletrônico e-bit. Segundo a pesquisa, dos 6.745 internautas consultados no Estado de São Paulo, 90% podem adquirir bens por meio da internet, porcentual superior ao observado em outubro de 2010 (87,5%) e em janeiro de 2010 (88,6%).

Tudo o que sabemos sobre:
consumocomérciovarejo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.