Caixa lucra 7,9% a mais no primeiro semestre, com destaque para receitas de crédito

Receitas financeiras de crédito cresceram 46%; expansão de 28% na carteira de crédito em 12 meses foi responsável pela ampliação de 40% do Sistema Financeiro Nacional

Fernanda Guimarães, Agência Estado

14 de agosto de 2014 | 11h54

A Caixa Econômica Federal informou nesta quinta-feira, 14, que registrou um lucro líquido de R$ 3,4 bilhões no primeiro semestre deste ano, alta de 7,9% em relação ao observado no mesmo período do ano passado. Segundo a instituição financeira, esse aumento ocorreu devido ao aumento das receitas financeiras de crédito em 46,1%, da ampliação do resultado de títulos e valores mobiliários em 45,5% e do avanço nas receitas de prestação de serviços e tarifas em 12%.

A carteira de crédito ampliada atingiu 19,3% de participação no mercado, informou o banco, com um saldo de R$ 552,1 bilhões, expansão de 28% em 12 meses. "Com essa evolução, a Caixa foi responsável por 40,5% do crescimento do Sistema Financeiro Nacional", destacou a instituição financeira em documento enviado à imprensa. A contratação de crédito acumulada, por sua vez, somou R$ 204,6 bilhões no período analisado, superior em 3,1% em relação ao registrado no mesmo período do ano anterior.

A Caixa reportou ainda um retorno sobre o patrimônio líquido médio de 22,1%, considerando os últimos doze meses, informou a instituição financeira. O índice de Basileia ao final de junho chegou em 13,3%, ante um porcentual mínimo exigido de 11%.

Ainda de acordo com documento enviado há pouco, a Caixa informou que obteve um resultado bruto da intermediação financeira de R$ 11,5 bilhões no semestre, alta de 24,8% na relação anual. Já o resultado operacional foi de R$ 3,7 bilhões, avanço de 20,3% em relação ao primeiro semestre de 2013.

A Caixa destacou que permaneceu na liderança do crédito habitacional, com 67,6% de participação no mercado. O saldo dessa carteira somou R$ 303,5 bilhões, alta de 27,3% na relação anual. O crédito consignado avançou 23,5% em 12 meses, para R$ 50,7 bilhões. Já carteira de infraestrutura apresentou saldo de R$ 46,2 bilhões em 2014, aumento de 52,4%.

"Ao final do semestre, a carteira de crédito da CAIXA continuou a apresentar alta qualidade, sendo que aproximadamente 92% do seu total estavam classificados nos ratings de AA-C", frisou o banco.

O índice de inadimplência foi de 2,77% ao fim de junho, alta de 0,1 ponto porcentual no trimestre.

Produtos. As captações totais da Caixa somaram R$ 751,3 bilhões no primeiro semestre deste ano, sendo que a carteira de crédito ampliada representa 73,5% desse saldo. "O resultado se deve, principalmente, à eficiente capacidade de obtenção de recursos junto aos clientes, em virtude da confiança que os poupadores depositam na marca Caixa, ao portfólio de produtos ofertados e à ampla rede de atendimento", informou a instituição financeira, em documento enviado à imprensa.

A Caixa destacou que em junho somou 55,6 milhões de contas poupança, aumento de 13,2% em 12 meses. Com uma captação líquida de R$ 4,6 bilhões, o saldo da poupança na Caixa chegou a R$ 221 bilhões, com 35,2% do mercado.

Os depósitos e letras somaram R$ 493,4 bilhões no período, alta de 22% em relação ao primeiro semestre de 2013.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.