Câmbio já estaria abaixo de R$ 1,40 sem medidas, diz Mantega

Ministro rebateu críticas de analistas e afirmou que governo pode tomar novas medidas

Célia Froufe e Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

26 de abril de 2011 | 13h48

A cotação do dólar já estaria abaixo de R$ 1,40 caso o governo não tivesse tomado medidas nessa área. Esta defesa foi feita nesta terça-feira, 26, pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, durante apresentação na CDES. "O câmbio já estaria abaixo de R$ 1,40 há muito tempo", comentou. Isso, segundo ele, traria problemas à indústria.

Mantega rebateu críticas de analistas em relação às ações do governo nessa área. A tese de alguns desses especialistas, segundo o ministro, seria a de que o Brasil caminhará naturalmente para um equilíbrio cambial em alguns anos sem a necessidade de intervenção do Estado. "Mas se isso demorar um ano ou dois, já estaremos liquidados", contrapôs. "Vale a pena tomar as medidas, o governo continuará a tomar medidas", garantiu.

O ministro disse, no entanto, que o controle do câmbio não tem sido uma tarefa fácil porque a trajetória do dólar no mundo tem sido de "explícita desvalorização". Ao final de sua apresentação, Mantega disse que os ajustes na economia brasileira apresentaram sucesso e viabilizarão o crescimento de médio e longo prazo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.