Câmbio pressiona lucro do McDonald's no 2o trimestre

A rede de lanchonetes McDonald's teve queda no lucro do segundo trimestre, atingida pelo desaquecimento da economia global e pelo impacto do dólar valorizado, e prevê que o crescimento nas vendas mesmas lojas diminuirá neste mês.

Reuters

23 de julho de 2012 | 10h24

Os resultados são anunciados dias depois de a Chipotle Mexican Grill ter surpreendido os investidores e dito que a instável economia dos EUA esfriou o crescimento das vendas mesmas lojas, alimentando os receios sobre quanto os consumidores estão cortando em gastos supérfluos.

O lucro líquido do McDonald's caiu para 1,35 bilhão de dólares, ou 1,32 dólar por ação, no segundo trimestre, ante 1,41 bilhão, ou 1,35 dólar por ação, um ano antes. O impacto do dólar valorizado, que mina o valor das vendas fora dos EUA para companhias norte-americanas, cortou o lucro em 0,07 dólar por ação no último trimestre, disse a companhia.

Analistas, em média, previam lucro de 1,37 dólar por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

As vendas somaram 6,92 bilhões de dólares, ante 6,91 bilhões de dólares um ano antes.

As vendas em restaurantes com mais de 13 meses subiram 3,7 por cento no segundo trimestre, superando o aumento de 2,9 por cento que analistas esperavam, segundo a Consensus Metrix.

A rede prevê que as vendas no conceito mesmas lojas irão crescer em julho, mas em menor ritmo do que o registrado no segundo trimestre.

(Por Brad Dorfman e Lisa Baertlein)

Tudo o que sabemos sobre:
ALIMENTOSMCDONALDSRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.