Cana: 79 usinas aderiram ao protocolo ambiental, diz Unica

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) divulgou nesta segunda-feira que 79 usinas estão recebendo os primeiros Certificados de Conformidade Ambiental expedidos pela entidade e pelas secretarias estaduais de Meio Ambiente e de Agricultura e Abastecimento. Estes certificados serão entregues para as unidades produtoras de açúcar e álcool que aderiram ao "Protocolo Agroambiental", projeto do Governo do Estado de São Paulo que tem como objetivo reconhecer e estimular as boas práticas ambientais e sociais das empresas do setor sucroalcooleiro. Um dos compromissos do protocolo é a antecipação dos prazos legais para o fim das queimadas de cana antes da colheita. Pelo protocolo, a queimada deve se extinguir em 2014. O prazo anterior era 2021. Também pelo protocolo fica estabelecido que as áreas ocupadas a partir de 2007 serão integralmente colhidas sem uso de fogo. Para o presidente da Unica, Marcos Jank, o número de usinas participantes é surpreendente e mostra a adesão do setor para o fim das queimadas. "Queremos acabar com a "incoerência ambiental" e começar um novo período para o setor, marcado por avanços. Para isto, a mão-de-obra que será disponibilizada após a mecanização será requalificada para outras funções", disse. O anúncio de Jank, do qual também participou o secretário da Agricultura do governo paulista, João Sampaio, antecedeu o início da VII Conferência Internacional de Açúcar e Álcool da Datagro, que começa em alguns minutos.

Eduardo Magossi,

22 de outubro de 2007 | 19h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.