Cana: safra ainda têm déficit de 4,69% no Centro-Sul, diz Unica

Ribeirão Preto, 17 - A safra 2004/2005 de cana-de-açúcar no Centro-Sul brasileiro ainda tem um déficit de 4,69% em relação à passada, de acordo com levantamento da moagem no último dia 1o de setembro feito pela União da Agroindústria Canavieira de São Paulo (Unica). Dados da entidade apontam que 185,61 milhões de toneladas de cana foram processadas até o início do mês, ante 194,74 milhões do mesmo período da safra 03/04. A Unica estima, no entanto, que provavelmente em setembro todo o atraso será recuperado. Em agosto o clima mais seco beneficiou a colheita de cana-de-açúcar e foram moídas 53,82 milhões de toneladas, 12,78% acima das 47,72 milhões do mesmo período do ano passado. A qualidade da matéria-prima também tem melhorado, reduzindo sensivelmente a diferença na segunda quinzena de agosto, com a expectativa de que em setembro se aproxime do mesmo mês da safra anterior. As saídas de álcool das unidades produtoras da região Centro-Sul continuam no patamar de 1,05 bilhão de litros/mês, de acordo com Unica. No caso das exportações, os embarques de açúcar de maio a agosto são semelhantes aos da safra passada, enquanto os de álcool continuam acelerados, devendo ao final do ano-safra atingir o volume de 1,5 bilhão de litros. Com o clima mais seco, a expectativa é de que a safra continue na sua normalidade, com a moagem de quase toda a cana disponível e de uma melhora sensível na qualidade da matéria-prima. No entanto, a falta de chuvas tem prejudicado o desenvolvimento da brotação da soqueira e das práticas de cultivo da cana.

Agencia Estado,

17 de setembro de 2004 | 11h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.