Capacidade instalada fica em 82,6% em novembro, diz CNI

Utilização da capacidade instalada ainda está 0,7 ponto porcentual abaixo do registrado antes da crise, em setembro de 2008

Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

20 de janeiro de 2011 | 14h59

Após alguns meses de crescimento moderado, o ritmo da atividade industrial aumentou em novembro, de acordo com os indicadores industriais divulgados há pouco, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A Utilização da Capacidade Instalada das fábricas (UCI) ficou em 82,6% no mês, ante 82,4% em outubro. Ainda assim, de acordo com a entidade, a UCI ainda está 0,7 ponto porcentual abaixo do registrado antes da crise, em setembro de 2008. O faturamento real das empresas cresceu 1,9% ante outubro, considerando dados dessazonalizados. No mês anterior, a variável havia apresentado queda de 0,7%. Na comparação com novembro de 2009, as vendas da indústria acumulam crescimento de 10,6%.

As horas trabalhadas na produção também cresceram no mês, em 1,6% em relação a outubro. Comparativamente ao mesmo mês de 2009, o crescimento das horas trabalhadas foi de 6,6%. Da mesma forma, o emprego voltou a crescer em novembro, com variação de 0,4% em relação a outubro. Na comparação com novembro de 2009, o número de funcionários na indústria aumentou 5,9%. Com isso, a massa salarial real no setor manteve forte ritmo de crescimento  no mês, com expansão de 3,9% em relação a outubro, considerando dados originais (série que ainda não pode ser dessazonalizada, segundo a CNI). Na comparação com novembro de 2009, o aumento da massa salarial real foi de 6,5%.

A renda real do trabalhador da indústria cresceu 4,1% frente a outubro, de acordo com os dados originais. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o crescimento foi menos intenso, de 0,6%. 

Tudo o que sabemos sobre:
CNIcapacidade instalada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.