Carga tribut?ria de 2006 fica abaixo da de 2005, diz Rachid

Com nova metodologia, PIB cresce e reduz naturalmente o volume de impostos

Agencia Estado

18 de junho de 2007 | 14h16

O secret?rio da Receita Federal, Jorge Rachid, disse nesta segunda-feira, 18, que a carga tribut?ria de 2006 ficou "abaixo de 37%", tanto pela velha metodologia de c?lculo do Produto Interno Bruto (PIB) quanto pela nova. Na metodologia antiga, a carga tribut?ria de 2005 ficou em 37,37%, ou seja, a carga de 2006 teria sido menor do que a do ano anterior. Pouco depois, no entanto, Rachid voltou atr?s e disse que estava considerando apenas a nova metodologia de c?lculo, que aumentou o tamanho do PIB e por isso coloca naturalmente a carga tribut?ria em valores mais baixos. Em entrevista ap?s semin?rio sobre auditoria e controle interno na administra??o p?blica, na Escola da Administra??o Fazend?ria, em Bras?lia, Rachid disse que embora os estudos sobre a carga tribut?ria j? estejam prontos, ainda est? sendo analisada a formata??o dos dados, que tamb?m precisariam ser levados ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, antes de serem divulgados pela Receita Federal.O secret?rio evitou comentar sobre poss?veis novos passos em termos de desonera??o tribut?ria, limitando-se a afirmar apenas que esse tipo de medida est? relacionada a um comportamento da arrecada??o acima do esperado. "Havendo crescimento acima do projetado, o governo pode decidir o que fazer com os recursos extras", disse, lembrando que ? preciso sempre cuidar do equil?brio fiscal.

Mais conteúdo sobre:
Carga tribut?riaRachid

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.