Carlos Schroder é novo diretor geral da Rede Globo

As Organizações Globo anunciaram nesta quarta-feira (19) mudanças na direção da Rede Globo de Televisão, a serem totalmente efetivadas a partir de 1º de janeiro de 2013. O atual diretor geral da rede, Octávio Florisbal, passará a integrar o novo Conselho de Administração das Organizações Globo e Participações. O cargo de diretor geral será assumido por Carlos Henrique Schroder, diretor geral de Jornalismo e Esporte desde 2001. Ali Kamel, atualmente diretor da Central Globo de Jornalismo, substituirá Schroder. Todos os executivos já trabalhavam na Globo.

VINICIUS NEDER, Agencia Estado

19 de setembro de 2012 | 18h22

Florisbal ingressou na empresa em 1982, como diretor de marketing. Estava no cargo de diretor geral desde 2004. Schroder trabalha na rede desde 1984, tendo assumido a Direção Geral de Jornalismo e Esporte em 2001. Já Kamel ingressou nas Organizações Globo em 1989, no jornal O Globo, está na Rede Globo de Televisão desde 2001, e assumiu o cargo atual em 2009. Por fim, Willy Haas, atual diretor geral de Comercialização, que assumirá a Direção Geral de Negócios e Comercialização da Rede Globo de Televisão.

Segundo a empresa, Haas substituirá Schroder em suas ausências. Haas trabalha no escritório da Rede Globo no Sul do País desde 1978. As mudanças fazem parte de uma reestruturação na governança das Organizações Globo, relacionada à sucessão familiar da empresa, que agora conta com dez acionistas, segundo comunicado enviado pela companhia. Além disso, o número de acionistas tende a crescer, "quando os demais membros das próximas gerações atingirem 21 anos". "Era preciso, portanto, organizar uma Assembleia de Acionistas, formalizar um novo Conselho de Administração e preparar regras de gestão que nos permitissem manter as empresas saudáveis no futuro. Tudo isso foi debatido nos últimos quinze anos e está sendo implantado ao longo de 2012", diz a nota, assinada por Roberto Irineu Marinho, presidente das Organizações Globo.

Com as mudanças, foi criado um novo Acordo de Acionistas. A Família Marinho permanece no controle das Organizações Globo e as ações com direito a voto passarão sempre de pai para filho, informa a nota. Segundo as normas no novo Acordo de Acionistas, "os acionistas que desejarem participar da gestão das empresas só o farão se tiverem rigorosa formação profissional necessária para a função". Dessa forma, o Conselho de Administração das Organizações Globo está em reformulação.

Criado há três anos, o órgão é atualmente composto por João Roberto Marinho, José Roberto Marinho, Jorge Nóbrega, Pedro Carvalho e Roberto Irineu Marinho. A partir de janeiro, com a entrada de Florisbal, os membros do conselho serão indicados pela Assembleia dos Acionistas com mandato de três anos. Além disso, o Conselho de Administração terá um papel maior na gestão das empresas. Segundo o comunicado, Roberto Irineu continuará acumulando a Presidência do Conselho com a Presidência Executiva do grupo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.