Carlos Slim compra mansão em Manhattan por US$ 44 milhões

Homem mais rico do mundo segundo a 'Forbes' é o novo proprietário do imóvel construído em 1901

EFE,

29 de julho de 2010 | 19h58

O empresário mexicano Carlos Slim, o homem mais rico do mundo segundo a revista "Forbes", investiu US$ 44 milhões em uma mansão na Quinta Avenida de Manhattan, segundo o The Wall Street Journal.

O jornal nova-iorquino, que cita como fonte "diversos agentes" imobiliários, assegura em seu site que a operação é "a quarta mais cara jamais realizada na cidade" sobre este tipo de edifícios, de estilo neoclássico francês e de poucos andares de altura.

A operação soma-se a outra fechada mês passado quando Slim, que além disso é um dos principais acionistas do jornal The New York Times, pagou US$ 140 milhões por um edifício de escritórios de 11 andares também na Quinta Avenida, muito perto do Empire State.

Segundo o The Wall Street Journal, o novo edifício, perto do Metropolitan Museum, no endinheirado bairro Upper East Side, foi comprado através de uma companhia.

As escrituras foram assinadas pelo mesmo advogado que selou a compra do imóvel adquirido mês passado.

"Vários agentes imobiliários confirmaram que Slim é o comprador", assegura o jornal, que detalha que o imóvel se mantém como a única mansão privada em meio aos edifícios da Quinta Avenida de Manhattan.

Construído em 1901 e conhecido como a Mansão Duke-Semans, o imóvel tem 1.860 metros quadrados e foi propriedade dos herdeiros do magnata do tabaco Benjamin Duke até 2006, quando foi vendido por US$ 40 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.