Carne bovina dos EUA é enviada por engano à Coréia do Sul

Seul, 19 - Outro embarque de carne bovina norte-americana foi enviado por engano para a Coréia do Sul, menos de duas semanas depois de o país ter suspendido um breve embargo ao produto norte-americano imposto em virtude da ocorrência de dois casos semelhantes, afirmou hoje uma autoridade.A Coréia do Sul só aceita a importação de carne bovina dos Estados Unidos que for desossada e de gado com menos de 30 meses de idade devido a temores relacionados à doença da vaca louca. Carne bovina destinada ao mercado doméstico norte-americano, que pode conter partes proibidas, não podem ser exportadas para o país asiático.Quatro caixas de carne bovina pesando cerca de 130 quilos foram enviadas para a Coréia do Sul como amostras no dia 2 de junho, embora fossem originalmente destinadas ao consumo interno, afirmou Kim Do-soon, do Ministério da Agricultura.O acontecimento deve ter um efeito negativo nos esforços dos EUA para que a Coréia do Sul abra seu mercado de forma mais ampla. O país era o terceiro maior mercado para a carne bovina norte-americana antes de impor um embargo às importações em dezembro de 2003, em conseqüência da descoberta da doença da vaca louca nos EUA. As informações são da Dow Jones.

Deise Vieira

15 de julho de 2007 | 11h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.