Carnes: Dimarzio entregará respostas ao questionário da Rússia

Brasília, 6 - O Ministério da Agricultura vai entregar na segunda-feira (11) as respostas ao questionário elaborado pela Rússia, que pede informações sobre o sistema de defesa sanitária animal do País. As respostas serão entregues pessoalmente pelo secretário-executivo do ministério, José Amauri Dimarzio, ao Ministério da Agricultura da Rússia. Dimarzio integra a comitiva do vice-presidente da República, José Alencar, que estará em Moscou na próxima semana. Acompanhando o secretário-executivo estarão dois técnicos do Ministério da Agricultura responsáveis pela área vegetal e animal. São eles o diretor do Departamento de Defesa e Inspeção Vegetal, Girabis Evangelista Ramos, e o diretor do Departamento Defesa Animal, Jorge Caetano Junior. O grupo estará na capital da Rússia nos dias 11 e 12 e, no dia 13, estarão em São Petersburgo. Nos dias 14 e 15, o grupo do Ministério da Agricultura segue para Bucareste, na Romênia. De acordo com a assessoria de imprensa do ministério, a intenção é retomar as negociações com o governo russo para pôr fim ao embargo de Moscou à carne do Brasil. As importações de carne brasileira estão suspensas desde o dia 21 de setembro, depois que o governo brasileiro anunciou o registro de um novo foco de febre aftosa, desta vez no município de Carreiro da Várzea, no Amazonas. A Rússia é responsável por 18% das exportações de carnes do Brasil. Além da carne, o grupo deve tratar da autorização para que a Rússia exporte trigo para o Brasil. Também fazem parte da pauta de negociação as cotas estabelecidas pela Rússia para importação de açúcar e o comércio de café, tabaco e óleo de soja. A intenção do secretário-executivo é estabelecer acordos que permitam uma maior estabilidade no comércio de produtos agrícolas entre os dois países.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.