Carnes foram a maior contribuição individual para o IPCA-15 de dezembro

Preços do produto subiram, em média, 8,32% em dezembro

Alessandra Saraiva, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2010 | 09h31

As carnes foram a maior contribuição individual para o IPCA-15 de dezembro, segundo informou o IBGE. Os preços do produto subiram, em média, 8,32% em dezembro, após alta de 6,10% de novembro, o que representou  0,21 ponto percentual no resultado do mês do indicador - com participação de 30% na total da taxa de dezembro. A inflação do frango também foi mencionada pelo instituto: os preços do produto aumentaram mais em dezembro, com taxa de 5,31%, após subirem 3,33% em novembro.

Porém, outros produtos de peso no cálculo do índice mostraram inflação mais fraca, o que contribuiu para taxa menor do mês (0,69%), na comparação com novembro (0,86%). Entre os destaques de desaceleração nos preços dos alimentos, de novembro para dezembro no IPCA-15, estão açúcar cristal (de 14,05% para 4,12%), pão francês (de 1,88% para 0,25%) e leite pasteurizado (de 1,53% para 1,47%).

Ainda segundo o instituto, entre os exemplos de retorno à queda de preços, no mesmo período, dentro de alimentos, estão feijão carioca (de 10,83% para -12,72%), feijão preto (de 7,15% para -0,46%) e batata-inglesa (de 9,96% para -3,62%). 

Tudo o que sabemos sobre:
IPCA-15carnes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.