Carrefour recebe proposta de fusão com Pão de Açúcar

O novo grupo nasceria com vendas estimadas em mais de € 30 bilhões em 2011

Daniela Milanese, da Agência Estado,

28 de junho de 2011 | 07h39

O Carrefour informou nesta manhã que recebeu uma proposta de fusão com o Grupo Pão de Açúcar (CBD). Segundo a empresa francesa, a oferta foi feita pela Gama, companhia que pertence ao BTG Pactual e que será capitalizada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O negócio formaria a maior varejista do Brasil.

A intenção é unir os ativos do Carrefour e do Pão de Açúcar em uma joint venture de partes iguais. Pela proposta, a Gama, que pertence a um fundo de investimentos administrado pelo BTG, receberia uma injeção de capital de 2 bilhões de euros e um financiamento de 500 milhões de euros do BNDES e se tornaria acionista do Carrefour.

A BNDESPar, braço de investimento do BNDES, entrará com € 1,7 bilhão de euros na operação de fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour. Um fundo do BTG Pactual vai entrar com € 300 milhões, segundo explicações iniciais do sócio da Estater, Pérsio de Souza em entrevista à imprensa que acontece neste momento para comentar a operação, anunciada esta manhã.

Será criada o NPA (Novo Pão de Açúcar), empresa que terá ações listadas na Bovespa e em Nova York. O NPA será o maior acionista do Carrefour francês, com 11,7% do capital. Segundo Pérsio, a fusão vem sendo discutida há alguns meses, inclusive com membros do BNDES. O BTG Pactual procurou a Estater para entrar na operação.

O conselho da companhia francesa diz que tomou conhecimento dos termos da proposta e irá analisá-la em encontro nos próximos dias. Os termos serão submetidos ainda para o aval final do BNDES, mas o comitê técnico do banco de fomento já emitiu opinião favorável. A Gama também enviou a proposta ao Pão de Açúcar.

O novo grupo nasceria com vendas estimadas em mais de 30 bilhões de euros em 2011. Todas as informações são do comunicado do Carrefour divulgado nesta manhã, na França. 

Diniz e Casino

O empresário brasileiro Abílio Diniz, cuja família controla o Grupo Pão de Açúcar junto com o grupo francês Casino, afirmou que a proposta para fundir o CBD com a unidade brasileira do Carrefour terá benefícios consideráveis. Diniz também declarou que vai avaliar a proposta junto com o Casino.

Uma fusão da CBD com o Carrefour traria enormes benefícios para os clientes como resultado de sinergias e economias de custos, ao passo que os acionistas receberiam mais valor, afirmou Diniz em um comunicado. O Carrefour informou hoje que recebeu uma proposta da Gama, uma empresa de investimento brasileira administrada pelo BTG Pactual, sugerindo que a companhia francesa e o CBD unam seus ativos no Brasil.

Diniz afirmou que vai avaliar a proposta junto com o Casino, já que as duas empresas estão ligadas por um pacto de acionistas. Diniz acrescentou que a decisão da sua família vai respeitar esse pacto. De acordo com o pacto de acionistas, o Casino tem a opção de assumir o controle da CBD em 2012. Ainda não está claro o que aconteceria com o pacto se a proposta de fusão seguir adiante.

Receita

A fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour deve criar uma rede de supermercados com receitas combinadas de R$ 52 bilhões, segundo números das duas varejistas referentes a 2010 e apresentados durante entrevista à jornalistas na manhã desta terça-feira. Os dados referentes ao Carrefour excluem o faturamento da rede Dia%.

Com a fusão, o Pão de Açúcar deve aumentar sua presença no Brasil em 58%, passando de 113 municípios para 178. A rede de Abílio Diniz passa a operar em oito Estados que não atuava, como Santa Catarina, Amazonas, Acre, Pará, Rondônia, Rio Grande do Sul, Maranhão e Espírito Santo.

As duas companhias têm juntas 57 centros de distribuição no País, dos quais 17 são do Carrefour. "Esses centros adicionais vão alavancar a operação do Carrefour no Brasil", destaca o sócio do BTG Pactual, Cláudio Galeazzi, acrescentando que a fusão dará maior poder de negociação de preços com fornecedores, como ocorre nos Estados Unidos com a rede Walmart, a maior do mundo.

O número somado de lojas dos dois grupos é de 1,202 mil pontos de atendimento, espalhados em todas as regiões do Brasil. A nova varejista nasce com mais de 216 mil funcionários, dos quais 70,8 mil do Carrefour e 145 mil do Pão de Açúcar.

O Carrefour tem 114 hipermercados no Brasil, 50 supermercados, 130 drogarias, 79 postos de combustível e 75 unidades da rede Atacadão, com presença em 140 municípios. (Altamiro Silva Júnior e Rodrigo Petry) 

As informações são da Dow Jones. 

(Colaboraram Altamiro Silva Júnior e Rodrigo Petry)

Tudo o que sabemos sobre:
CarrefourPão de Açúcar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.