Carrefour revisa mercados, mas mantém foco no Brasil

O Carrefour precisa revisar suas posições em mercado, como a Polônia, Turquia e Indonésia, afirmou nesta quinta-feira o executivo-chefe do gigante varejista francês, Georges Plassat. Desde que assumiu a condução da companhia, no fim de maio, o executivo voltou a focar nos mercados da Europa, do Brasil e da China. Às 8h45 (horário de Brasília), as ações da empresa subiam 7,59% na Bolsa de Paris.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

30 de agosto de 2012 | 09h30

Em junho, o Carrefour cortou as operações não lucrativas na Grécia. Outros mercados também estão sendo revisados pela varejista. Durante apresentação dos resultados da empresa, Plassat disse que o Carrefour precisa defender suas posições em mercados maduros e colocar ênfase em mercados-chave como a China e a América Latina. Mas os negócios na Polônia, onde a companhia enfrenta a concorrência de grandes varejistas, e na Indonésia e Turquia, onde trabalha com parceiros locais, "precisam de reflexão", acrescentou.

O Carrefour informou nesta quinta-feira ter registrado uma queda de 87,5% em seu prejuízo líquido no primeiro semestre deste ano, que ficou em 31 milhões de euros, ante o prejuízo de 249 milhões de euros verificado no mesmo período de 2011. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Carrefourbalançorevisão mercados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.