Casa & Vídeo registra prejuízo de R$ 28,1 mi em 2010

O primeiro balanço de ano cheio pós plano de recuperação judicial da rede varejista fluminense Casa & Vídeo mostrou um prejuízo de R$ 28,177 milhões em 2010, segundo informações publicadas hoje no Diário Oficial do Rio de Janeiro. A holding do grupo teve perdas de R$ 52,110 milhões.

AE, Agencia Estado

07 de setembro de 2011 | 10h45

Envolvida numa crise financeira em 2008, após a prisão de executivos e a apreensão de mercadorias pela Polícia Federal durante a operação "Negócio da China", a rede de 70 lojas, especializada em produtos de consumo e eletroeletrônicos, teve seus bens e obrigações alienados judicialmente e reiniciou suas operações em novembro de 2009.

Segundo o balanço publicado no Diário Oficial, a receita bruta da controlada Casa & Vídeo Rio de Janeiro somou R$ 1,258 bilhão no ano passado, 112% acima do projetado no plano de recuperação judicial. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da rede, por sua vez, somou R$ 35,9 milhões, 50% maior que o estimado. Segundo o relatório da empresa, os resultados obtidos com o plano de recuperação foram considerados "extremamente satisfatórios".

No momento, a rede negocia a entrada de um novo sócio. No início de 2011, foi anunciado um acordo com o BTG Pactual, ainda não concretizado. A empresa também teria negociado com as Lojas Americanas, sem sucesso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.