Casas Bahia diz que processo trabalhista foi arquivado

A rede varejista Casas Bahia, da ViaVarejo, controlada do Grupo Pão de Açúcar, distribuiu nota oficial afirmando que o processo trabalhista que suscitou uma nova ação do Ministério Público do Trabalho (MPT) contra a empresa por fraude na contratação de temporários havia sido arquivado.

DAYANNE SOUSA, Agencia Estado

26 de novembro de 2013 | 22h12

"Em relação ao processo do Ministério Público do Trabalho de Botucatu, em São Paulo, o mesmo refere-se a um processo de 2009, que havia sido arquivado", afirmou a empresa em contestação ao Ministério Público. O MPT pede a condenação da empresa ao pagamento de indenização de R$ 5 milhões.

O órgão afirma, conforme a nota, que o novo processo, iniciado há uma semana, teve início após o recebimento de ofício enviado pela Vara do Trabalho de Botucatu, após uma sentença que condenou as empresas em processo individual de um ex-trabalhador. Segundo o MPT, a Casas Bahia contratou temporários para substituir funcionários que ocupavam vagas permanentes.

Tudo o que sabemos sobre:
Casas BahiaMPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.