Cassinos do magnata Donald Trump pedem falência

O Trump Taj Mahal sofria com a queda significativa de receitas e anunciou que não seria capaz de honrar dívida de mais de US$ 285 milhões; O Trump Plaza também pediu proteção contra os credores

O Estado de S. Paulo

09 de setembro de 2014 | 15h44


ATLANTIC CITY - Os cassinos do empresário americano Donald Trump, em Atlantic City, entraram com pedido de falência esta terça-feira.

O Trump Plaza já havia anunciado que fecharia as portas na próxima terça-feira, dia 16, e acompanhou o cassino Trumph Taj Mahal, no pedido que deu entrada no tribunal de Delaware, nos Estados Unidos. 

As duas empresas pertencem à Trump Entertainment Resorts, também em falência, do magnata Donald Trump, segundo o jornal The Wall Street Journal.

De acordo com os balanços financeiros mais recentes do Trump Taj Mahal, a necessidade de reestruturar o negócio era iminente. A empresa sofria com a queda significativa de receitas e anunciou que já não seria capaz de honrar os seus déficits de mais de US$ 285 milhões. Com agências internacionais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.