Caterpillar vê mais incerteza que em crise de 2008

A perspectiva da economia global é mais incerta agora do que no começo da crise financeira no final de 2008, disse o presidente-executivo da fabricante de máquinas para construção Caterpillar, Doug Oberhelman.

Reuters

20 de agosto de 2012 | 10h01

O chefe da maior fabricante de equipamentos e máquinas para construção do mundo também prevê que pode demorar mais cinco anos até que a economia europeia comece a crescer novamente.

"Nunca houve um cenário tão imprevisível quanto agora. Mesmo em 2008 e 2009, o mercado imobiliário já estava morrendo e isso durou dois anos. Nós vimos isso", disse Oberhelman ao Financial Times.

"Eu não acho que a situação seja tão grave quanto a de 2008, mas a incerteza, as nuvens de tempestade estão sobre coisas que nenhum de nós conhece, como por exemplo sobre o que vai acontecer com a situação política na Europa", disse o executivo.

Segundo a publicação, Oberhelman disse que excluindo a Europa, parece improvável que a maioria das grandes economias vá encolher, embora tenha dito que não está claro se elas crescerão significativamente.

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASCATERPILLARINCERTEZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.