CE autoriza compra da Petra Foods pela Barry Callebaut

A companhia suíça Barry Callebaut foi autorizada a comprar a divisão de cacau da Petra Foods, após a Comissão Europeia ter comunicado que a fusão não comprometerá a concorrência. "A investigação da comissão confirmou que os clientes ainda terão alternativas suficientes em todos os mercados interessados e a nova empresa continuará enfrentando concorrência de um número de outros fortes competidores", informou o órgão antitruste.

Agencia Estado

07 de junho de 2013 | 09h24

A investigação apontou que os mercados para produtos de cacau estão relativamente concentrados em alguns participantes de peso, como ADM e Cargill, mas concluiu que o acordo de fusão não distorcerá a concorrência de mercado.

Em particular, a comissão descobriu que a participação das duas empresas no mercado mundial de cacau continua "suficientemente moderada" porque focam as atividades no segmento de produção e venda de produtos semimanufaturados em diferentes regiões geográficas. A Petra Foods opera principalmente na Ásia.

A Barry Callebaut é a maior fornecedora de produtos de chocolate para grandes companhias alimentícias como a Nestlé. A aquisição da Petra Foods tornará a Barry Callebaut a maior processadora de cacau do mundo. O acordo, avaliado em US$ 950 milhões, deve ser finalizado até setembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.