C&A/ Divulgação
C&A/ Divulgação

C&A paga R$ 415 milhões ao Bradesco para retomar operação própria de crédito em lojas

Serviços financeiros na rede de varejo eram explorados exclusivamente pelo banco; companhia vai lançar, já no mês que vem, a solução C&A Pay

Eduardo Laguna, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2021 | 20h56

A C&A concluiu negociações com o Bradesco para oferecer serviços e produtos financeiros que eram até então explorados exclusivamente pelo banco nas lojas da rede. Assumindo novamente o direito de fornecer produtos financeiros, pelo qual vai pagar R$ 415 milhões, a C&A vai lançar já no mês que vem o C&A Pay, solução que promete uma experiência totalmente digital, rápida e de fácil contratação pelo cliente.

Ainda vai levar, no entanto, dois anos para que os produtos do Bradesco deixem de ser vendidos nas lojas da C&A, como prevê a transição acertada entre as partes. O acordo também inclui a manutenção da base atual dos cartões C&A da parceria para que não haja ruptura dos serviços aos clientes.

Segundo fato relevante divulgado pela C&A ao mercado, o Bradesco continuará sendo um parceiro financeiro importante da rede varejista, prestando diversos outros serviços, como adquirência, folha de pagamento e serviços bancários.

O C&A Pay terá como vantagem a integração com o programa de relacionamento C&A & VC, que já tem mais de 18 milhões de clientes registrados. "O time à frente do negócio já foi contratado e está trabalhando de forma intensa e engajada para garantir o lançamento do C&A Pay em dezembro de 2021, como planejado", informa a C&A. 

A ampliação da oferta de crédito é um dos pilares do plano de crescimento apresentado no IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) da companhia.

Tudo o que sabemos sobre:
C&aBradesco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.