Celesc reduz quadro de pessoal em distribuidora em 20,2% com PDV

A estatal Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) informou nesta segunda-feira que plano de demissão voluntária aprovado em maio para sua unidade de distribuição recebeu adesão de 734 empregados até setembro, ou cerca de 20,2 por cento do quadro de pessoal.

Reuters

24 de setembro de 2012 | 09h27

O plano teve como alvo funcionários com pelo menos 19 anos de empresa. Quando o Conselho de Administração aprovou o programa, a expectativa era de adesão de 652 funcionários. O período de desligamento vai de novembro deste ano a junho de 2013.

Segundo a Celesc, "o impacto do PDV no resultado do mês de setembro (terceiro trimestre) da Celesc Distribuição, após efeitos tributários, será de 161,8 milhões de reais".

"Com a efetividade do plano, a economia bruta gerada estimada é de 579 milhões de reais, podendo alcançar o montante anual de 159,2 milhões de reais até o término do plano, previsto para meados de 2018", acrescentou a empresa em comunicado ao mercado.

Na semana passada, a geradora e transmissora de energia Furnas, subsidiária da Eletrobras, anunciou que vai reduzir seu quadro de funcionários em mais de um terço e cortar despesas operacionais para melhorar resultados. O anúncio ocorreu menos de uma semana depois de o governo anunciar pacote para reduzir tarifas de energia.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIACELESCPDV*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.