Cemex acerta com bancos refinanciamento para US$2,2 bi em dívida

A mexicana Cemex, terceira maior produtora de cimento do mundo, anunciou que bancos concordaram em refinanciar quase 2,2 bilhões de dólares em dívidas que vencem entre 2009 e 2010, afastando-se do risco de entrar em default. A Cemex, que está sendo pressionada por investidores por causa de queda nas vendas e 6 bilhões de dólares em dívidas que vencem em 2009, informou que a dívida será agora paga em fevereiro de 2011. A Cemex, que opera em mais de 50 países, informou que os credores também concordaram em estender em quase metade de um empréstimo sindicalizado de 3 bilhões de dólares com vencimento em dezembro de 2009. Investidores estavam preocupados que a companhia poderia entrar em default em meio à crise financeira, restritas condições de crédito e fluxo de caixa reduzido já que a crise do mercado imobiliário dos Estados Unidos atinge o principal mercado da Cemex. Mas a companhia havia informado em meados deste mês que estava fazendo progressos sobre os pagamentos de sua dívida, acalmando os nervos dos investidores. A Cemex tem dívida líquida de 16,4 bilhões de dólares e teve dificuldades no início deste mês com commercial papers de 418 milhões d dólares, algo que foi um mal sinal par ao mercado. "O processo de refinanciamento continua em vigor para vencimentos que ainda não foram estendidos", informou a companhia. Os problemas da Cemex começaram com a aquisição no ano passado da australiana Rinker, operação que ampliou a presença da companhia mexicana nos Estados Unidos justamente em um momento de crise do mercado imobiliário que acabou disparando uma recessão na maior economia do mundo. (Por Robin Emmott)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.