Cemex sofre prejuízo apesar de alta nas vendas

A cimenteira mexicana Cemex, terceira maior produtora de cimento do mundo, divulgou um prejuízo maior que o esperado nesta sexta-feira, mas as vendas subiram e a companhia previu uma melhora na lucratividade na maior parte dos mercados em que atua no mundo.

GABRIELLA LO, REUTERS

29 de abril de 2011 | 14h35

As vendas líquidas subiram 11 por cento, para 3,4 bilhões de dólares no trimestre passado, em um sinal de que Cemex, uma das maiores empresas latino-americanas, está deixando para trás a pior crise de sua história centenária. A companhia ainda tem que se recuperar totalmente da crise do setor imobiliário dos Estados Unidos e recentemente descontinuou sua política de dar estimativas detalhadas de longo prazo para seus negócios a analistas e investidores.

A Cemex divulgou prejuízo líquido de 276 milhões de dólares ante perda de 342 milhões registrada um ano antes. Seis analistas consultados pela Reuters tinham prevido, em média, um resultado negativo de 229 milhões de dólares.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) subiu 1 por cento, a 519 milhões de dólares.

"Acreditamos que a maior parte dos mercados em nosso portfólio vai mostrar crescimento de volume e lucratividade melhor em 2011", disse Fernando Gonzalez, vice-presidente de finanças da Cemex.

As vendas em volume de cimento subiram 1 por cento no México no primeiro trimestre enquanto a Alemanha puxou o desempenho na Europa, onde o volume disparou 25 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASCEMEXRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.