Cemig tem interesse em comprar ativos do Grupo Rede

O presidente da Cemig, Djalma Morais, disse nesta quinta-feira (27) que a companhia de distribuição de Minas Gerais tem interesse na aquisição de ativos do Grupo Rede Energia. Ao chegar ao Ministério de Minas e Energia para uma reunião com o ministro Edison Lobão, Morais afirmou que a Cemig acompanha com atenção a situação das oito distribuidoras do Grupo Rede que estão sob intervenção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

27 de setembro de 2012 | 15h13

"O Grupo Equatorial já adquiriu a Celpa, do Pará, e viemos manifestar o nosso interesse na reestruturação do Grupo Rede, em ativos que venham a ser colocados no mercado, dependendo das condicionantes determinadas pela Aneel", afirmou Morais. De acordo com ele, a Cemig irá participar da 11ª rodada de leilões de novos poços de petróleo e gás natural, marcada para maio de 2013. A companhia já explora gás natural em poços em Minas Gerais.

O executivo disse ainda que irá tratar da Medida Provisória 579 na reunião com o ministro Lobão. A Cemig foi uma das empresas cujas ações mais caíram após o anúncio do pacote do governo para redução do custo da energia no País. "Estamos sintonizados com o governo no sentido de levar melhores tarifas para os consumidores. Sabemos que as emoções do mercado são diferentes das nossas, que somos meros mortais. A Cemig teve uma grande perda (no valor das ações), mas acreditamos na recuperação", concluiu Morais.

Tudo o que sabemos sobre:
CemigGrupo Rede

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.