CEO da Nissan diz ter recebido US$9,8 mi no ano fiscal 2013/14

O presidente-executivo da Nissan Motor, Carlos Ghosn, um dos executivos mais bem remunerados no Japão, disse ter recebido 995 milhões de ienes (9,8 milhões de dólares) no ano fiscal encerrado em março, um aumento de 0,7 por cento ante o ano anterior.

REUTERS

24 de junho de 2014 | 08h18

Depois de prever uma margem de lucro operacional de 5 por cento para este ano fiscal, a mais baixa entre a de rivais japonesas incluindo a Toyota Motor e a Honda Motor, Ghosn afirmou em maio que a Nissan vai priorizar aumentar as margens de lucro sobre a participação de mercado.

Ghosn, que tem liderado a Nissan desde 2001, é também CEO da Renault, parceira de aliança da Nissan.

(Por Maki Shiraki)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSNISSANGESTAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.