REUTERS/Eric Gaillard/File Photo
REUTERS/Eric Gaillard/File Photo

Chanel revela pela 1ª vez sua receita bilionária

A companhia de moda anunciou uma receita de US$ 9,6 bilhões em 2017, um aumento de 11% na comparação com a do ano anterior

Agências Internacionais

22 Junho 2018 | 04h00

A grife de luxo Chanel, conhecida pelo perfume Chanel nº 5 e por suas bolsas, rompeu um silêncio e divulgou pela primeira vez seus resultados financeiros. Pertencente aos irmãos Alain e Gérard Wertheimer, a companhia de moda anunciou uma receita de US$ 9,6 bilhões em 2017, um aumento de 11% na comparação com a do ano anterior. O lucro operacional foi de quase R$ 2,7 bilhões.

+ Chanel coloca navio na passarela do desfile da coleção Cruise

Ao abrir seus números, a empresa revelou que rivaliza com as maiores do setor. A Louis Vuitton, propriedade da LVMH e marca líder do luxo mundial, tem vendas estimadas em mais de € 8 bilhões.

A companhia ressaltou que a maior transparência não é um sinal de que esteja preparando a sua venda. “Somos uma empresa de US$ 10 bilhões, temos um crescimento orgânico de 11%. Não temos dívida. Isso nos dá munição para continuar como somos: independentes e de capital fechado”, disse Philippe Blondiaux, diretor financeiro da marca. A divulgação dos números, segundo executivo, foi objeto de um longo debate interno. “Achamos que a cultura da discrição não nos servia mais”. 

+ Conheça o trabalho de Kate Young, eleita a melhor stylist do mundo

Criada em 1910 pela estilista e empresária Gabrielle “Coco” Chanel, a empresa foi adquirida pela família Wertheimer em 1924, quando Pier Wertheimer, avô de Alain e Gérard, assinou acordo com a Chanel para produzir seu perfume N º 5 em sua fábrica, em Bourjois, em troca de 70% dos lucros. A estilista revolucionou a moda com um estilo elegante e esportivo. Desde 1983 o estilista alemão Karls Lagerfeld está à frente da direção artística da casa de moda. 

+ Peles sintéticas ganham adeptos de peso nas passarelas

Com base no resultado, foi possível calcular que os irmãos bilionários têm, cada um, patrimônio de US$ 23 bilhões, o que os coloca na quarta e na quinta posição entre as pessoas mais ricas da França, segundo a Bloomberg. / AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Mais conteúdo sobre:
Chanel

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.