Chevron e Shell fazem acordo de troca na Austrália

A Chevron Corp. e a Royal Dutch Shell fecharam um acordo para trocar as participações em dois projetos de gás natural de bilhões de dólares na Austrália, apostando na capacidade do país para alimentar a crescente demanda de energia da Ásia, à medida que a competição da África e da América do Norte aumenta.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

20 de agosto de 2012 | 11h26

A Chevron, a segunda maior companhia de petróleo dos EUA em valor de mercado atrás da ExxonMobil Corp., transferirá uma participação de 17,5% no projeto de terminal de exportações Browse de mais de US$ 30 bilhões no Estado de Western Australia para a Shell, em troca de uma participação da companhia anglo-holandesa em dois campos de gás associados com o terminal de exportação Wheatstone de US$ 29 bilhões, além de US$ 450 milhões em dinheiro.

A Austrália surgiu como uma plataforma crucial para as estratégias de desenvolvimento de ambas as empresas, devido a sua estabilidade política e proximidade com compradores asiáticos famintos de combustível. Com cerca de uma dezena de terminais de gás natural de exportação previstos para a sua costa, o país está prestes a ultrapassar o Qatar como o maior exportador mundial de gás natural liquefeito (GNL), até o final da década. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ChevronShelltroca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.