Chilena Codelco vai exercer opção para comprar 49% de mina da Anglo

Operação é avaliada em mais de US$ 6 bilhões

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

28 de outubro de 2011 | 14h34

A mineradora Codelco vai avisar oficialmente à Anglo American que exercerá uma opção para comprar uma fatia de 49% no complexo de mineração Sur, segundo autoridades do governo do Chile. No início deste mês, a Codelco obteve um empréstimo ponte de aproximadamente US$ 6,75 bilhões do Mitsui para pagar pela participação.

A opção da Codelco poderá ser exercida em janeiro de 2012. O ministro de Finanças do Chile, Felipe Larraín, e o secretário interino de mineração, Pablo Wagner, juntamente com outros executivos da mineradora, disseram que a companhia pretende prosseguir com a operação, avaliada em mais de US$ 6 bilhões.

O ministro disse esperar que a Anglo aceite o "direito legítimo" da Codelco de exercer a opção e não imponha obstáculos à compra. "Estamos confiantes que uma empresa do porte da Anglo não tomará esse caminho." Ele e Wagner ocupam os assentos destinados ao governo do Chile no conselho administrativo da Codelco.

Segundo analistas, a Anglo pode bloquear o exercício da opção se vender uma parte do complexo Sur a outro investidor. Caso consiga adquirir a participação de 49%, a Codelco aumentaria sua produção anual de cobre em até 10%.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
coldecoanglo americansurchile

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.