Chilena Enersis investirá US$ 6 bilhões na América do Sul até 2015

A companhia, que é controlada pela espanhola Endesa, possui negócios de distribuição e transmissão de energia no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

27 de abril de 2011 | 10h58

A chilena Enersis anunciou que investirá US$ 6 bilhões na suas operações na América do Sul até 2015. A companhia, que é controlada pela espanhola Endesa, possui negócios de distribuição e transmissão de energia no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru.

O valor do investimento poderá aumentar se a companhia decidir aportar recursos em alguns projetos que estão em processo de avaliação ambiental, assim que forem definitivamente aprovados.

Dos US$ 6 bilhões, 57% serão destinados a investimentos em projetos de distribuição de energia e os outros 43% para geração de energia nos cinco países nos quais a empresa opera, disse o gerente geral da Enersis, Ignácio Antoñanzas, num comunicado divulgado na página da empresa na internet.

No dia 18 de abril, a Enersis anunciou um investimento de US$ 65 milhões até 2014 para melhorar a qualidade do fornecimento da energia no Estado do Rio de Janeiro, de acordo com um comunicado. A Enersis, por meio de sua subsidiária Ampla, lançou um plano que inclui o investimento em transmissão e distribuição de energia nos 66 municípios que compõem a área de concessão da empresa, presente em 73% do Estado.

A Enersis controla, através da subsidiária de geração de energia, Empresa Nacional de Electricidad (Endesa), 14.833 megawatts de capacidade instalada distribuída na Argentina, Chile, Colômbia e Peru, incluindo 987 megawatts de geração no Brasil. Cerca de 59% da capacidade da Endesa está na geração hidrelétrica e o resto nas usinas de geração térmica. Além disso, 37,8% da capacidade da Endesa está instalada no Chile.

Tudo o que sabemos sobre:
EnersisChileinvestimentoenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.