China amplia acesso à carne bovina e de aves do Brasil

O governo chinês ampliou o acesso a seu mercado por parte de processadores brasileiros de carnes, após negociações durante a visita oficial da presidente Dilma Rousseff, informou o Ministério da Agricultura nesta terça-feira.

REUTERS

20 de abril de 2011 | 14h59

Segundo o ministro Wagner Rossi, a China elevou de 3 para 8 os frigoríficos de bovinos no Brasil que podem exportar para o país e autorizou mais 25 unidades de carne de aves brasileiras a também venderem para o mercado chinês.

Durante a visita da comitiva brasileira ao país, na semana passada, os chineses já haviam informado a abertura à carne suína, última das três principais carnes que ainda não estavam autorizadas a entrar no país.

O ministro Wagner Rossi afirmou a jornalistas, em Brasília, que prosseguem negociações sobre outros setores, como tabaco, milho, gelatina, citros, sêmen e embriões bovinos.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSCARNESCHINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.